Estufa MA 1415/GM942/7GAV é uma estufa de circulação forçada sob medida para atuar com segurança e qualidade na linha da Chevrolet com precisão e adequadas a NR 10 e 12 é totalmente autônoma com suas dimensões filtradas para o perfil da planta de trabalho. Ela atua com grande desempenho para atender a alta demanda da linha de montagem Chevrolet, com ergonomia e designe atrativo.

Marconi Desenvolve Para Chevrolet Estufa de Circulação Forçada

Marconi desenvolve Estufa sob medida para Chevrolet. Estufa de circulação forçada de produção para manter os decalques adesivos dos carros em temperatura constante.

Você sabia que cada etapa na montagem de um carro tem muita importância para a qualidade do equipamento? Porém, não sabemos quão específicas são as etapas em cada montadora de automóveis.

Para manter o alto padrão de qualidade, a Chevrolet vem investindo fortemente em boas práticas. E, para isso, conta com o auxílio da Marconi no desenvolvimento de equipamentos inovadores, aprimorando o processo de fabricação do carro.

Como surgiu a parceria Maconi e Chevrolet?

A Marconi está no mercado há quase 40 anos, com know-how para perfilar equipamentos de laboratórios. Com a confiabilidade da Chevrolet, criamos uma estufa com circulação forçada de produção para manter os decalques adesivos dos carros em temperatura constante. Aliado à automação diligenciada acompanhando a tecnologia aprimorada da marca.

Estufa MA 1415/GM942/7GAV é uma estufa de circulação forçada sob medida para atuar com segurança e qualidade na linha da Chevrolet com precisão e adequadas a NR 10 e 12 é totalmente autônoma com suas dimensões filtradas para o perfil da planta de trabalho. Ela atua com grande desempenho para atender a alta demanda da linha de montagem Chevrolet, com ergonomia e designe atrativo.

A estufa MA 1415/GM942/7GAV é uma estufa de circulação forçada sob medida para atuar com segurança e qualidade na linha da Chevrolet com precisão e adequadas a NR 10 e 12 é totalmente autônoma com suas dimensões filtradas para o perfil da planta de trabalho. Ela atua com grande desempenho para atender a alta demanda da linha de montagem Chevrolet, com ergonomia e designe atrativo.

Essa Estufa possui fechos eletromagnéticos, as gavetas são liberadas de acordo com a lógica configurada no sistema, para o tempo de montagem de cada adesivo. Mantem a temperatura constante sem qualquer intervenção externa, ao mesmo tempo que preserva os decalques e adesivos e suas propriedades físicas e químicas.

comenta Rodolfo Tricta Pavan, Coordenador de Qualidade da Marconi.

Quer saber mais? Acesse marconi.com.br/estufas

Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular

Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular

Em celebração aos seus 40 anos, a Sociedade Brasileira de Biologia Celular (SBBC) realizará o XIX Congresso SBBC de 18 a 21 de julho de 2018 no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo.

O programa científico irá abranger diferentes aspectos e as descobertas mais recentes em Biologia Celular e conectá-los a abordagens translacionais em níveis multidisciplinares. Haverá apresentação de diversos simpósios, com temas como:

“Cellular microenvironments”

“Regenerative medicine”

“Cell biology neuroimmune interactions”

“Extracellular matrix”

“Cellular and molecular mechanisms of tumor progression”

“Chromatin remodeling and DNA repair”

“DNA damage, epigenetics, lncRNA & Cancer”

entre outros.

O Congresso terá a participação de professores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros, entre eles Ana Marisa Chudzinski-Tavassi (Instituto Butantan), Anselmo Sigari Moriscot (Instituto de Ciências Biomédicas – ICB – da USP), Emer Suavinho Ferro(ICB-USP), Glaucia Maria Machado Santelli (ICB-USP), Helena Bonciani Nader (Unifesp), Indira Mysorekar (Washington University School of Medicine, EUA), Jaime Grutzendler (Yale School of Medicine, EUA), Leonid Peshkin (Harvard Medical School, EUA) e Shankar Srinivas (University of Oxford, Inglaterra).

A comemoração dos 40 anos da SBBC contará ainda com outras atividades, como a exposição “Macrocélula- Catavento Cultura”, de 3 de julho a 2 de setembro de 2018, no Museu Catavento (av. Mercúrio, s/n, Brás, São Paulo). Outra atividade é o Elevador Talk uma competição de vídeo-selfie em que o participante explica de forma dinâmica a sua pesquisa. O vídeo é só da pessoa explicando o projeto, sem auxílio de imagens ou qualquer outra complementação visual. A premiação da competição será no Congresso da SBBC 2018. Mais detalhes pelo site do evento.

As inscrições podem ser feitas até dia 9 de julho, pelo site do Congresso, e custam entre R$ 265 e R$ 715. O endereço do Hotel Maksoud Plaza é al. Campinas, 150, Jardim Paulista, São Paulo.

Workshop Tools and Platforms for Phenotypic Drug Discovery

Workshop Tools and Platforms for Phenotypic Drug Discovery

O evento é promovido pelo Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, em parceria com a Drugs for Neglected Diseases Initiative.

O workshop abordará tendências tecnológicas na descoberta de fármacos, como edição de genomas, imageamento por microscopia de alta resolução, big data e aplicações nos estudos sobre doenças infecciosas, como as causadas por vírus emergentes. Estudos na área de doenças crônicas não comunicáveis, como doenças neurodegenerativas e oncologia, também serão temas de discussão.

Estão confirmados Musa Mhlanga (professor da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, e pesquisador do projeto The Human Cell Atlas), Eric Chatelain (coordenador de descoberta de fármacos do DNDi, na Suíça), Gilles Courtemanche (diretor do Programa Antimicrobianos da Bioaster, na França), Paolo Zanotto (professor no ICB-USP) e Helder Nakaya (professor na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP).

No dia 26 de junho, o evento ocorrerá das 8 às 17 horas e a expectativa é atrair cerca de 140 participantes entre pós-graduandos, professores universitários, pós-doutorandos e pesquisadores de instituições públicas e privadas.

Todas as palestras serão em inglês, sem tradução simultânea, e serão realizadas no auditório do Instituto de Estudos Avançados da USP, localizado na rua da Praça do Relógio, 109, Cidade Universitária, São Paulo.

No dia 27, o evento ocorrerá das 8 horas às 12h30, no auditório do Centro de Facilidade para a Pesquisa da USP, localizado na av. Professor Lineu Prestes, 1730, edifício ICB IV, Cidade Universitária.

A inscrição é gratuita e deve ser realizada por meio de formulário. A confirmação de inscrição será comunicada pelo Comitê Organizador até o dia 22 de junho, por e-mail.

Mais informações: https://bit.ly/2LVZM9m, pelo e-mail juduarte@icb.usp.br ou pelo telefone (11) 3091-0874.

Max Planck Society

Sociedade Max Planck e FAPESP Lançam Chamada de Propostas

Sociedade Max Planck para o Avanço da Ciência (MPG), da Alemanha, e a FAPESP, anunciam a segunda chamada de propostas no âmbito do acordo de cooperação que mantêm entre si.

Jovens pesquisadores de qualquer nacionalidade, altamente qualificados e com ao menos dois anos de experiência pós-doutoral (anterior ou em andamento) em grupos de pesquisa internacionalmente competitivos fora do Brasil são convidados a submeter propostas para o estabelecimento de grupos de pesquisa independentes associados a universidades ou institutos de pesquisa do Estado de São Paulo, em forte colaboração com pesquisadores vinculados a um dos 84 Institutos Max Planck.

Os candidatos à posição de Pesquisador Responsável (PI), com título de Líder de Max Planck Tandem Group (MPTGL) – Jovem Pesquisador, estarão em estreita colaboração científica com um Instituto Max Planck, que fornecerá aconselhamento científico, treinamento e acesso a instalações.

A chamada receberá propostas em “Astronomia, Química, Física, Geociências, Matemática, Ciências da Computação e Engenharia”, “Ciências da Vida e Medicina” e “Artes e Ciências Humanas, Sociais e Cognitivas”.

As submissões devem seguir as normas do Programa Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes (www.fapesp.br/4521). Exceções estão especificadas no texto da chamada.

O prazo para envio de propostas vai até o dia 19 de setembro de 2018, por meio do SAGe.

A chamada está publicada em: www.fapesp.br/en/11812.

Saiba tudo sobre hidrólise, o processo químico que envolve a quebra de uma molécula em presença de água. Marconi Equipamentos para Laboratório e conheça os equipamentos para Hidrólise de Sais, Ésteres e Aminas, Enzimática, Caulinização.

O que é Hidrólise?

A hidrólise, hidro  ( água ), lise ( quebra ), corresponde a um processo químico que envolve a quebra de uma molécula em presença de água.

Dessa forma, determinada molécula divide-se  e se completa com os íons resultantes da molécula de água, resultando na formação de uma molécula diferente da original, obtendo uma reação química, como saponificação de ácidos graxos e outros ésteres, inversão de açúcares e quebra de proteínas.

Para que ocorra uma hidrólise completa é necessária a utilização de altas pressões e altas temperaturas. Na maioria dos casos a hidrolise só acontece rapidamente com o uso de agentes catalisadores que aprimoram este processo. Há no mercado variados tipos de catalisadores, sendo que os mais aplicados normalmente são alguns ácidos e tipos específicos de protéinas (enzimas).

Quais os tipos mais comuns de hidólise?

Dentre os tipos mais comuns de hidrólise estão a de sais, ésteres e aminas,  enzimática e a Caulinização. Conheça cada uma delas:

Hidrólise de Sais

Basicamente uma hidrólise entre água e um sal.  Resultando em um ácido caso a solução obtiver um Ph menor que 7 ou base com Ph maior que 7. Um exemplo básico dessa hidrólise é a dissolução do esmalte dos dentes pelos ácidos contidos na boca, ocasionando a cárie. Como uso prático essas reações são usadas para produção de ácidos e bases com fins domésticos e industriais e desidratações.

Ésteres e Aminas

Aminas são compostos que derivam do NH3 pela substituição de um, dois ou três hidrogênios por alquila ou arila. Além disso dependendo do número de grupos  de aminos  na molécula elas podem ser classificadas em vários tipos, como por exemplo:  aminas alifáticas e aromáticas, ou até monoaminas , diaminas triaminas e etc. Em sua maior parte o use das aminas é encontrado na fabricação de sabão, na vulcanização da borracha e na produção de corantes.

Ésteres são encontrados em dois tipos, orgânicos e inorgânicos. Os inorgânicos são obtidos dos ácidos minerais. Quando orgânicos com massa molecular baixa, normalmente são líquidos e incolores  e possuem cheiros agradáveis. Usados na fabricação de essencias aromáticas. Quando sua massa molecular é aumentada passam a ser líquidos oleosos, assim usados comumente na fabricação de gorduras e ceras. Insolúveis em água são solventes orgânicos usuais.

Enzimática

As enzimas são  substâncias orgânicas de natureza proteica. Elas possuem funções catalisadoras causando reações químicas que dificilmente aconteceriam, como a decomposição da maioria dos compostos orgânicos, fermentação  e nossa digestão através da Pepsina e Renina que formam  o suco gástrico. Envolvida também na hidrólise de polissacarídeos e fermentação para a produção do Bioetanol.

Caulinização

Os monômeros que constituem um polímero podem  separar-se uns dos outros através da hidrólise.  Através deste processo de decomposição é possivel produzir a sílica dissolvida e minerais de argila como a caulinite. Em sua maior parte este tipo de processo é usado na produção de cerâmicas e vidros, alguns equipamentos eletrônicos e matéria prima para inúmeros recursos produtivos na construção civil.

Agora que você já sabe o que é hidrólise, conheça Marconi Equipamentos para Laboratório e conheça os equipamentos relacionados.

Marconi Equipamentos para Laboratório e conheça os equipamentos para Hidrólise de Sais, Ésteres e Aminas, Enzimática, Caulinização.
Marconi Equipamentos para Laboratório e conheça os equipamentos para Hidrólise de Sais, Ésteres e Aminas, Enzimática, Caulinização.
inscrições para os cursos de mestrado acadêmico e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPGCEM) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Pós em Engenharia de Materiais na UFSCar recebe inscrições

Encerram-se em 8 de junho as inscrições para os cursos de mestrado acadêmico e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPGCEM) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Os formulários, a especificação dos documentos a serem entregues e os editais completos estão em www.ppgcem.ufscar.br.

O formulário com os dados cadastrais deve ser enviado para o e-mail processoseletivoppgcem@ufscar.br. Já a entrega do formulário de inscrição e dos demais documentos previstos nos editais poderá ser feita pessoalmente ou por terceiros mediante procuração simples, junto à Secretaria do PPGCEM, no prédio do Departamento de Engenharia de Materiais (DEMa), na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar.

Informações sobre documentação para inscrições, número de vagas, calendário e fases da seleção, entre outras, podem ser consultadas nos editais específicos (mestrado acadêmico, doutorado sem título de mestre e doutorado com título de mestre) estão disponíveis em www.ppgcem.ufscar.br.

fonte: FAPESP

O Instituto de Química da Unesp, em Araraquara, abriu inscrições para os programas de Pós-Graduação em Biotecnologia e de Pós-Graduação em Química. As inscrições vão até 8 de junho de 2018.

Unesp recebe inscrições para pós-graduação no Instituto de Química

O Instituto de Química da Unesp, em Araraquara, abriu inscrições para os programas de Pós-Graduação em Biotecnologia e de Pós-Graduação em Química. As inscrições vão até 8 de junho de 2018.

São 33 vagas para mestrado e 23 para doutorado, para ingresso no segundo semestre de 2018, nas áreas de Biotecnologia e Química (foto: Agência FAPESP)

Os processos seletivos são para os cursos de Biotecnologia e Química. No primeiro, são 21 vagas para mestrado e 11 para doutorado, para ingresso no segundo semestre de 2018. Podem se inscrever portadores de diploma em cursos superiores recomendados pelo MEC em áreas correlacionadas à Biotecnologia.

O exame de seleção, entre 3 e 5 de julho, será aplicado nas cidades de Araraquara, Pereira (Colômbia) e Lima (Peru). Os candidatos de fora do Brasil podem escolher ter as questões da prova escrita em português ou inglês. As respostas poderão ser feitas em português, inglês ou espanhol.

Para o curso de mestrado e doutorado direto haverá prova escrita abrangendo conhecimentos básicos de Bioquímica e Microbiologia. Para o curso de doutorado ou doutorado direto haverá análise do curriculum vitae documentado e análise, apresentação e arguição do pré-projeto.

No curso de Química, são 12 vagas para o mestrado e 12 para o doutorado, com ingresso no segundo semestre de 2018. Podem se inscrever portadores de diploma de curso superior em Química ou área correlata.

O exame de seleção será entre 26 e 28 de junho. O candidato poderá optar por realizar a prova em português ou em inglês e respostas em português, inglês ou espanhol.

O exame de seleção para o curso de mestrado constará de prova escrita sobre aspectos fundamentais da Química e Engenharia Química e para o curso de doutorado haverá a prova escrita sobre aspectos fundamentais da Química e Engenharia Química e análise do curriculum vitae e histórico escolar. A prova escrita terá 12 questões, das quais o aluno deverá escolher apenas oito questões para responder.

Mais informações:

http://www.iq.unesp.br/#!/pos-graduacao/biotecnologia/processo-seletivo/

e

http://www.iq.unesp.br/#!/pos-graduacao/quimica-2/processo-seletivo/

fonte: FAPESP

Estufa de com circulação e renovação de ar esse modelo da Marconi também emprega vários ramos da insdustrial, precisadamente quando se precisa de uma homogeneidade térmica. As estufas com circulação forçada de ar são destinadas para consecução de testes com controle severo da temperatura e homogeneidade da câmara, bem como a troca constante do ar que é realizada através de captadores/renovadores aeradores.

Estufa para Laboratório

As estufas são equipamentos de uso rotineiro em laboratórios de demasiadas áreas que atendem a diversos tipos de escopos e ensaios. Na Marconi existe vários tipos de estufas projetadas da atender a particularidade de cada área do ramo industrial e laboratorial, mas em especifico temos duas vertentes usuais.

A estufa de secagem e esterilização Marconi são empregadas nos laboratórios de diversas áreas para a eliminação de toda e qualquer manifestação microbiológica que pode haver nos instrumentos laboratoriais.

A estufa de secagem e esterilização Marconi são empregadas nos laboratórios de diversas áreas para a eliminação de toda e qualquer manifestação microbiológica que pode haver nos instrumentos laboratoriais.

Esterilizar materiais de laboratório é de extrema importância para que não ofereça risco de contaminação. Muitos são os instrumentos que requerem esterilização, entre eles, cirúrgicos, odontológicos, hospitalares e laboratoriais.

A Estufa de Laboratório é responsável pelo procedimento que elimina os microorganismos presente nos instrumentos. Um dos tipos de Estufa para Esterilização e Secagem é a que utiliza a técnica do calor seco, que oxida os microorganismos.

Este modelo emprega apenas a alta temperatura como fator de eliminação de bactérias. A esterilização é importante para evitar a contaminação do ambiente, do profissional ou do paciente, em casos de clínicas odontológicas, hospitais e laboratórios de análises clínicas.

Em seguida temos a estufa de com circulação e renovação de ar esse modelo da Marconi também emprega vários ramos da industrial, precisamente quando se precisa de uma homogeneidade térmica.

Estufa de com circulação e renovação de ar esse modelo da Marconi também emprega vários ramos da insdustrial, precisadamente quando se precisa de uma homogeneidade térmica.  As estufas com circulação forçada de ar são destinadas para consecução de testes com controle severo da temperatura e homogeneidade da câmara, bem como a troca constante do ar que é realizada através de captadores/renovadores aeradores.

As estufas com circulação forçada de ar são destinadas para consecução de testes com controle severo da temperatura e homogeneidade da câmara, bem como a troca constante do ar que é realizada através de captadores e/ou renovadores aeradores.

Atendendo parâmetros de segurança o equipamento possui uma automação inteligente podendo ser perfilado da maneira que o cliente parceiro necessitar para melhor desempenho analítico.

Saiba mais: Marconi Estufas

12º Workshop em Bioeconomia no Instituto de Tecnologia de Alimentos ITAL, Campinas

12º Workshop em Bioeconomia será realizado no Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), em Campinas, nos dias 28 e 29 de maio de 2018. O tema será “Tecnologias para Processamento de Alimentos e Bebidas: Inovação, Empreendedorismo e Saúde Pública”

O 12º Workshop em Bioeconomia será realizado no Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), em Campinas, nos dias 28 e 29 de maio de 2018. O tema será “Tecnologias para Processamento de Alimentos e Bebidas: Inovação, Empreendedorismo e Saúde Pública”.

Segundo os organizadores, o evento tem como objetivo promover o debate e a discussão entre especialistas da iniciativa privada, de instituições de pesquisa e ensino, do governo e da sociedade civil de modo a identificar oportunidades e desafios para o desenvolvimento de tecnologia para processamento de alimentos e bebidas, com foco na inovação, transferência de tecnologia e a promoção da saúde pública.

O workshop será dividido em quatro sessões temáticas:

“Tecnologias para Processamento de Alimentos e Bebidas”,

“Alimentos Processados e Saúde Pública”,

“Inovação e Transferência de Tecnologia na Indústria de Alimentos e Bebidas”

“Empreendedorismo na Indústria de Alimentos e Bebidas”.

Entre os palestrantes confirmados estão Sérgio Queiroz (coordenador adjunto de Pesquisa para Inovação da FAPESP), Delia Rodriguez Amaya (Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp), Pedro Esteves Duarte Augusto (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP), Jayr de Amorim Filho (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), Airton Vialta (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) e Michael Gibney (University College of Dublin, Irlanda).

O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas pela internet. O endereço do ITAL é av. Brasil, 2880, Jardim Brasil, Campinas.

Mais informações: http://www.agropolocampinasbrasil.org/12wspppbio/

Encontro apresenta novas ferramentas da biotecnologia aplicadas à saúde

Simpósio de Inovações Biológicas e Biotecnológicas Aplicadas à Saúde (SIBBAS)

Difundir o conhecimento científico sobre as novas ferramentas que vêm sendo desenvolvidas e aplicadas na área da saúde é o objetivo da sétima edição do Simpósio de Inovações Biológicas e Biotecnológicas Aplicadas à Saúde (SIBBAS), que ocorre no dia 18 de junho, a partir das 17h30, no campus da USP, em São Paulo.

O tema do encontro é “Ciências da Saúde: Desvendando Fundamentos”. Coordenado pelos alunos e professores do curso de Ciências Fundamentais pela Saúde, do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, o evento vai tratar temas, como expressão genética de macrófagos, controle neural, doença de Parkinson, terapias tumorais e melatonina.

Entre os especialistas convidados estão a pesquisadora do Instituto Sírio-Libânes de Ensino e Pesquisa, Rosana Pagano; o professor do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, Roger Chammas; os professores do ICB, Newton Canteras e José Cipolla Neto; e a doutoranda do Instituto de Biociências (IB) da USP e ex-aluna do curso de Ciências Fundamentais para a Saúde, Stephanie Maia Acuña.

O SIBBAS nasceu com o intuito de fazer com que os alunos do curso vivenciem os desafios da carreira científica e de aproximar outros alunos da graduação à pesquisa que vem sendo feita na área da saúde.

O evento será realizado no Anfiteatro Rosa do Edifício ICB IV, localizado na Av. Prof. Lineu Prestes, 1730. As inscrições custam R$ 40 e devem ser realizadas pelo site do SIBBAS até o dia 8 de junho.

Simpósio de Inovações Biológicas e Biotecnológicas Aplicadas à Saúde (SIBBAS), que ocorre no dia 18 de junho, a partir das 17h30, no campus da USP, em São Paulo.

CONFIRA O PROGRAMA

SIBBAS “Ciências da Saúde: Desvendando Fundamentos”

LOCAL: INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS IV- ANFITEATRO ROSA
DATA: 18 JUNHO 2018

HORÁRIO: 17:30 AS 22:00

17:30 – 17:40 Abertura

Diretor do Instituto de Ciências Biomédicas- USP
Prof. Dr. Luis Carlos de S. Ferreira ICB

17:40 – 18:00 
Stephanie Maia Acuña
Ex-aluna do Curso de Ciências Fundamentais para Saude /CFS-ICB e Douturanda do Instituto de Biociências-USP
Título: “Análise do perfil de expressão de miRNAs em macrófagos infectados com Leishmania amazonensis com ou sem enzima arginase”

18:00 – 18:40 
Prof. Dr. Newton S. Canteras
Instituto de Ciências Biomédicas- Departamento Anatomia- USP
Título: “Controle neural de emoções fundamentais para vida”

18:40 – 19:30 
Dra. Rosana L. Pagano
Instituto Sírio-Libânes de Ensino e Pesquisa
Título: “Desvendando a doença de Parkinson: de abordagens moleculares a terapêuticas”

19:30 – 20:00 coffee break

20:00- 20:40 
Prof. Dr. Roger Chammas
Instituto do Câncer do Estado de São Paulo – Faculdade de Medicina- USP
Título: “Alvos emergentes para terapias combinadas de tumores”

20:40 21:20 
Prof. Dr. José Cipolla Neto
Instituto de Ciências Biomédicas – Departamento Fisiologia e Biofísica – USP
Título: “Melatonina, um hormônio que age no domínio do tempo”

21:30 Encerramento – Comissão Coc Fundamentais para Saúde

Fonte: Jornal da USP